DEZ COISAS…

Queridos amigos.

Inspirado pela atual situação do Flamengo e também por um comentário escrito no post brilhante do Roni, de um participante do Site a quem estimo muitíssimo e a quem dedico esta coluna justamente pela idéia, resolvi escrever essas linhas, mais pra descontrair do que pra qualquer outra coisa. Acredito que dias melhores virão, mas no momento, esta Coluna cabe direitinho…
DEZ COISAS PARA NÃO SE FAZER APÓS UMA PARTIDA DO FLA.
1 -Discutir Relação: Jamais discuta relação após um jogo do Flamengo. Imagine você, devidamente irritado com os passes errados do Ibson, com a ressaca do Vagner Love, com a pancadaria do Airton, ter que começar a discutir relação com a sua mulher?? Reclamar com ela que o jantar não fica pronto na hora, que sua camisa de trabalho está sempre mal passada, que ela vive enchendo o saco porque você sai com os seus amigos na sexta… Pior, depois de ser obrigado assistir ao Ramon fazendo burrice em cima de burrice na lateral esquerda, ainda ter que ouvir da sua mulher que você não desce a tampa do vaso, que deixa a cueca pendurada no Box, que sai toda sexta-feira com os amigos, que não lava um prato, e, no auge da discussão, que não desiste de ver “a porcaria desse time do Flamengo”… Obviamente, dar um carrinho ‘tipo Airton’ na sua esposa pode perigosamente passar pela sua cabeça…
2 – Dirigir: Imagine você, dirigindo, não tão calmamente, o seu automóvel, um invólucro móvel e automotor de uma tonelada, logo após o seu time perder de quatro pro São Paulo (porque apesar dos inúmeros volantes, seu time não possui direção)… Então, eis que surge, bem na sua frente, uma velhinha de setenta e cinco anos e meio, que nem sabe que você existe, ouvindo feliz e inocentemente o Padre Marcelo Rossi no rádio, dirigindo vagarosamente a apenas trinta quilômetros por hora, porque já não consegue dirigir de outra maneira. Esse é um daqueles infelizes momentos em que na sua mente pra lá de atormentada, a tal velhinha está dirigindo assim propositalmente só para testar a sua paciência, para te irritar e para acabar de vez com o seu domingo… Então, querer jogá-la pra fora da pista fazendo-a capotar umas seiscentas vezes antes do carro despedaçar por inteiro diante das suas gargalhadas maléficas também se torna uma opção muito perigosa…
3 – Praticar o coito (vulgo, sexo): Também não é a melhor hora pra isso. Aliás, não há pior hora pra resolver fazer amor do que após um jogo do Flamengo. Primeiro, você corre o risco de que seu companheiro mais fiel (que minha mãe chamava de bilauzinho quando eu era criança), faça como o Léo Moura faz ultimamente na lateral: não suba… Ainda assim, contrariando todos os prognósticos, digamos que seu companheiro seja como o Léo Moura de anos atrás, e teime em subir… Você corre o risco, ao lembrar da indolência e preguiça do Renato Abreu (obviamente não é algo que se esquece menos de 24 horas após uma partida do Flamengo), de que seu companheiro murche tal como o Love murchou no ataque, fazendo você fracassar e passar mais vergonha do que o Zinho quando tenta contratar…
4 – Cozinhar: Essa vai mais pro nosso querido Juberto do que pra qualquer outro… Cozinhar após uma partida do Flamengo é um daqueles momentos em que o ”carinho” culinário mais irá “aflorar”… Se o Fla “me puniu e torturou de forma tão veemente jogando de forma tão horrível contra a Portuguesa”, por que “devemos sofrer sozinhos??””… Então, ao invés de uma pitada de sal, por que não umas quinze?; de um pacotinho de caldo de carne, outros dez?; uma farofinha feita com açúcar e não com farinha se torna uma idéia pra lá de simpática…; imagine aquele feijãozinho que não ficou nem dois minutos na pressão… Assistir com satisfação às pessoas cuspindo e vomitando após uma refeição preparada com tanto “capricho” e “ternura” é outra idéia nefasta que pode perigosamente passar pela nossa cabeça…
5 – Jogar videogame com o filhão ou o sobrinho: Péssima idéia. Nada do que você faça, não importa o quanto você pratique, você e eu, que já temos mais de qunize anos, nos fará jogar melhor do que esta molecada que já nasce sabendo jogar… Querer disputar uma partida de futebol no playstation após mais uma irritante partida do Flamengo, com as mãos tremendo de raiva e com a racionalidade abandonada lá pelos trinta minutos do primeiro tempo de Sport x Flamengo, é piorar o que já é naturalmente muito ruim… E você, pra agravar a situação, ensandecidamente ainda tira todos os volantes do seu time e escala onze atacantes, como se fosse vingar o Flamengo… e após uma surra daquelas no videogame, você vai ter que comprar outro pra substituir aquele que você quebrou jogando longe…
6 – Contar piada: Não conte. Lembra daquela piada de humor negro que faz você sentir vergonha só de pensar? Após assistir ao Gonzalez falhando e maltratando a bola tanto quanto um serial Killer dos filmes americanos matando suas pobres vítimas, essa piada será a primeira da sua lista… Lembre-se, a sua racionalidade ficou pra trás aos trinta minutos do primeiro tempo de Sport x Flamengo. Pior, você vai contar essa e outras piadas em sucessão e ainda vai se perguntar porque umas pessoas estão enraivecidas, outros chorando e outras até chamando a polícia…
7 – Ver um drama na TV: Sabe aquele filme em que a pobre criança luta contra uma doença, que sempre te emociona e que faz você torcer pela cura até o final?? Não veja. Provavelmente você vai estar tão fora de si após assistir aos cinco mil bicões do Welligton, que você vai torcer é pra doença…
8 – Encarar o valentão da escola: Essa vale pros adolescentes. Nada pior do que se achar, do “alto” dos seus um metro e sessenta de altura e cinqüenta e cinco quilos, capaz de encarar o valentão da escola, tomado pela raiva e “turbinado” pela adrenalina, após ver o Flamengo empatar em casa com o time ‘Z’ do Internacional de Porto Alegre. Quando você levantar a cabeça e olhar (já arrependido) quarenta centímetros acima pro cara de dois metros de altura e cem quilos de puro músculo que você acabou de desafiar, voltar a si já será tarde demais, tornando impossível reparar a enorme besteira que você fez e evitar acordar no hospital com o nariz (ainda) quebrado, após semanas de coma…
9 – Aprender Inglês: Desista. Nem pense. Desista mesmo! Você não vai aprender inglês após uma partida do Flamengo. Vai lembrar do Joel, graças a “fluência” dele no Inglês, e traumatizado, vai desistir e resolver aprender mandarim… “Pode to be?”
10 – Diz você: O que você não faria após um jogo do Flamengo?
Galera, óbvio que é apenas uma brincadeira. Peço até desculpas pelos exageros. Não desejamos ou queremos o mal de ninguém. Mas é necessário descontrair um pouco. E claro, tenho muita esperança em uma melhora significativa do time do Fla dentro de campo, e quem sabe, em breve, ao contrário de hoje, rsrs, essas coisas se tornem até ideais para se fazer justamente após (boas) partidas do Flamengo?
De qualquer forma, vale lembrar sempre, cabeça quente não é uma boa conselheira.
Grande abraço a todos!!
Anúncios

Deixe o seu comentário! Obrigado, BLOG FLAETERNO!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s