DECLARAÇÃO RUBRONEGRA

Meus amigos flamengos. Eternos amigos. Escrevo porque o coração não suporta mais o sofrimento latente deste rubronegro simples, que tem no Flamengo o seu maior motivo de vida, as vezes relegado a segundo plano pela família, mas que muitas vezes até a família fica em segundo plano por esta paixão que eu não escolhi, ela é que me escolheu.

Começo a escrever antes do início do jogo contra o Santos, portanto, isso quer dizer que não importa só o resultado, o que importa é o destino do meu Mengão neste campeonato, e principalmente, o destino do meu Mengão na sua caminhada eterna de fazedor de alegrias e tristezas para esta imensa Nação RubroNegra.
Pode ser que o destino nos reserve ainda mais sofrimento, como se fosse uma prova de fé. Se fossemos simplesmente analisar o desempenho do time até aqui, as expectativas não seriam boas. Mas quando lembro que foi exatamente contra o Santos que começamos a nossa arrancada em 2009, começo a me  vestir de rubronegro e quando isso começa a acontecer, o céu o limite.
Se dependesse de mim, o Ibson não entraria mais em campo, até que provasse nos treinos que poderia barrar algum outro jogador do elenco. Mas o fato de termos tido 5 insucessos seguidos (espero que não sejam seis) não quer dizer que eu desisti do Flamengo. Eu sei que é duro passar por essa provação na mesma semana em que as manchetes (surpreendentente) são da confirmação do que nós todos já sabíamos. O Flamengo é a maior torcida do MUNDO.
Sei que a vontade geral é de dizer, escrever e até gritar contra esta administração amadora, ou nada-dora, que tanta incompetência tem demonstrada. E me permitam a citação, acredito sinceramente que o Zinho veio cheio de boas intenções. Mas de boas intenções o inferno está cheio. É impossível ter sucesso enquanto o Sr. Levy mandar nas Finanças, ou enquanto o “capitão” capitenaear o Conselho Fiscal. De uma semente ruim jamais nascerão bons frutos.
Não tenho procuração para falar em nome do blog, mas espero sinceramente que uma facção nova, semelhante à FAF de 77, conquiste o poder nesta eleição. Fica aqui o meu apelo para que aqueles que votam pensem nisso, lembrem das semelhanças e retirem o que existe de podre na Gávea. Essa opinião é só minha e por ela respondo em qualquer tribunal. Mas aquele que tiver o apoio do maior flamenguista vivo, o Zico, terá o meu apoio também. Ideias novas, objetivos antigos e ainda não conquistados.
Quanto ao time, uma grande preocupação. Já vimos o Adriano ser escorraçado da Gávea, assim como Marcelinho, Djalminha, Andrezinho (cito porque arrebentou no mesmo momento em que tomamos mais uma invertida de um time medíocre) e tantos outros que saíram do Flamengo para ter sucesso em outras plagas. A preocupação é que terminemos esta triste administração nos desfazendo de jogadores que são o verdadeiro futuro do Flamengo. Adryan, Thomás, Negueba, Muralha, Luiz Antônio, Frauches, Frauches, Camacho, Nixon, Douglas, Vitor Hugo, Nixon, Rodolfo, Jonas, e outros em que a memória falha, não podem ser responsabilizados pela má fase. A explicação pouco importa, mas cuidado para não entramos na onda do “Maria vai com as outras” e queimarmos essa geração de ouro por causa de uma ou outra derrota. É claro que nem todos vão vingar, mas é preciso um trabalho sério e continuado para colocarmos estes jogadores no patamar que eles merecem. Não é crível que outros moleques “arrebentem” e gerem milhões de dinheiros para seus clubes enquanto os nossos sejam apenas justificativas para derrotas humilhantes.
Quanto ao nosso técnico, por mais que eu discorde de algumas insistências e de opções que eu jamais faria, acredito piamente que ele não está simplesmente se rendendo “às imposições de empresários”. Dorival poderia ter continuado treinado o Santos e conquistado ainda mais títulos, aproveitando a molecada do time da Vila. Sua saída foi precedida de uma dignidade que eu espero que seja  mantida  e honre a tradição flamenga. Precisamos abraçar o time e continuar a dar força para esta molecada que hoje se tornou a nossa última opção de sucesso.
Por fim, uma última declaração. É muito fácil malhar o time e a sua administração, caótica, amadora e talvez até desonesta. Mas o Flamengo é muito maior do que um momento ruim. Somos a maior torcida do mundo, do planeta, e até prova em contrário, do universo. Somos uma Nação, e nem o marketing fraco nem um jurídico desatento podem tirar este sentimento de grandiosidade que nos cerca, nos absorve e nos motiva. Ser Flamengo é para os fortes. Conclamo aos rubronegros que abracem o time, que compareçam aos estádios,  que votem (se forem eleitores) e levem este Flamengo ao seu merecido lugar. Não somos uma torcida, somos uma  Nação. Esse sentimento que continua vivo no seu coração, continua fazendo pulsar o peito de quase 40 milhões de pessoas. Vamos ser Flamengo e mostrar ao mundo que isso não é por acaso. Flamengo : tudo por ele, e nada acima dele. SRN.
Advertisements

Deixe o seu comentário! Obrigado, BLOG FLAETERNO!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s