ARBITRAGEM BRASILEIRA EM XEQUE NO NOVO MILÊNIO

A REGRA SÓ NÃO É CLARA PARA O ARNALDO CESAR COELHO

Meus Amigos Rubronegros

Abro essa coluna com uma notícia que mostra, no mínimo, o despreparo do novo presidente da Comissão de arbitragem da CBF.

ARISTEU TAVARES fez uma consulta a FIFA pra saber se o lance do gol do TENORIO do VASCO anulado pelo árbitro ANDRÉ LUIZ DE FREITAS CASTRO/GO(Especial), foi ou não foi legal???????.

A resposta rápida dada pela FIFA foi unânime, gol legal! Se vocês quiseram constatar é só vê nos comentários sobre o lance: comentaristas esportivos, jogadores, torcedores(até do CRUZEIRO) são maioria esmagadora(cerca de 99%) a dar a interpretação de gol legal. Foi uma conduta totalmente desnecessária consultar a FIFA sobre esse lance.
 ARISTEU TAVARES, a FIFA tem mais o que fazer!

Neste caso, só não consideraram a legalidade no lance: o trio de árbitros da partida(por despreparo ou falta de conhecimento da regra, não quero acreditar que foi por leviandade!);

– O ARNALDO CESAR COELHO por mera prepotencia de se achar “dono da verdade” e não querer voltar atrás no seu comentário feito durante a exibição do jogo;

– O GACIBA(é o árbitro que quando estava na ativa, eu sempre descrevia-o como: AQUELE QUE VIBRA ENSANDECIDO COM OS MÚSCULOS RETESADOS, QUANDO APITA O FINAL DE UM JOGO EM QUE ELE CONSEGUIA DERROTAR O FLAMENGO!), no seu blog no globoesporte, “ficou em cima do muro”, e, descreveu o lance como “interpretativo” e pediu aos comentaristas frequentadores do seu blog que dessem a sua opinião sobre o lance e, a grande maioria(os 99%) opinaram que o gol foi legal, alguns chegaram a fundamentar as opiniões e a criticar a conduta “corporativa” dele e do ARNALDO CESAR COELHO(que pra se justificar, mostrou um lance gráfico do livro de Regras do futebol onde mostra um jogador passando para o atacante em posição de impedimento, a bola tocando no zagueiro e sobrando para o atacante que se aproveita do posicionamento ilegal para fazer o gol, lance esse totalmente diferente do acontecido no gol legitimo do TENÓRIO no jogo CRUZEIRO X VASCO!)

Vergonhosa a atitude dessas 3 autoridades em arbitragem no Brasil nesse caso, isso pra não dizer outra coisa!!!
Eu assisti ao jogo e não tive nenhuma dúvida sobre a legalidade do lance, tive dúvida na conduta da arbitragem desse jogo!

A ARBITRAGEM BRASILEIRA E A QUEDA DE QUALIDADE DOS JOGADORES DE FUTEBOL NA ATUALIDADE

No novo milênio, o baixo nível da arbitragem brasileira é uma realidade cada vez mais notória e gritante. Uns dizem que a comercialização, valorizando o esporte cada vez mais é inversamente proporcional a qualidade dos jogadores e a imparcialidade dos árbitros. Muitos são os interesses financeiros: de empresários, mídia esportiva, diretores de clubes, jogadores e familiares, deixando os clubes reféns de toda essa rede de interesses que estão enfraquecendo-os cada vez mais!

Combatemos o estilo de arbitragem tipo: “deixar o jogo correr”, muito praticado o seu uso pelos árbitros brasileiros. Esse modo de agir dos árbitros só traz consequências danosas para a prática e desenvolvimento do esporte, tais como incentivo a pancadaria e aos times passarem a dar mais valor aos jogadores violentos, que “impõem respeito” e “intimidam” o adversário mais técnico e habilidoso com verdadeiros golpes de “vale-tudo”, “full contact” ou como chamam hoje em dia “MMA”.

Assim fazendo a arbitragem, os clubes que usam e abusam da violência contra a técnica e habilidade, são beneficiados. A prova disso é que os times que estão nas primeiras colocações nos campeonatos brasileiros neste milênio quase sempre são os mais faltosos e violentos – e tudo isso contando com a conivencia e cumplicidade dos árbitros.

Outros fatos mais graves estão acontecendo com a prática oficializada e a justificativa do “deixar o jogo correr”:

– um deles é o árbitro não marcar uma infração clara em que um jogador é atingido e sente dor, então, ele tenta o revide, pois, ele entendeu que o juiz não marca faltas, vou dar o troco, aí pode acontecer de o árbitro dessa vez marcar a falta e dar cartão mas, o que deu primeiro fica inpune;

– outro fato é o surgimento do jogador teatral, aquele que simula faltas e agressões e, geralmente ele faz isto para tentar evitar se machucar, se joga antes de acontecer a pancada. O São Paulo em 2006 ganhou o brasileiro assim, tinha 3 atores de simulação: o RICHARLISSON, o SOUZA e o LEANDRO que fizeram o ROGÉRIO CENI artilheiro do time no 1º turno e um dos artilheiros do brasileiro de 2006 de tanto bater penaltes e faltas na entrada da área, “originadas” de simulações bem interpretadas pelos 3 jogadores. Uns defendiam que eles conseguiam ludibriar os árbitros com essa prática, outros afirmavam que alguns árbitros aproveitavam e “ajudavam” o time paulista “escolhido pra ser o campeão daquele ano”!!

– outro que é um dos mais comuns em todos os jogos e os comentaristas já justificam a irregularidade como “normal”, é o agarra agarra dentro da área, defensores puxar a camisa do atacante que sobe para cabecear, dar golpes como: gravata, chave de pescoço, mata-leão e até verdadeiros “hippons” sem serem punidos pelos árbitros com cartões, nem marcado o penalty!!!

– outro é um time com mais “posse de bola” e jogadores de qualidade, ao partir para o ataque, vê o seu jogador que procura o drible, a tabela e dar o passe para o atacante fazer o gol, ser derrubado, machucado e o jogador faltoso sair com a bola impunemente e num lance rápido pegar a defesa desarrumada e lograr fazer um gol que na maioria das vezes, é o da vitória por 1 x 0, de um time medíocre que se fecha na defesa e continua a dar porradas sem ser punidos os seus jogadores, garantindo uma vitória imerecida – é o que mais se vê hoje em dia no futebol brasileiro.

– “DEIXAR O JOGO CORRER” É UMA MÁ ORIENTAÇÃO PARA A ARBITRAGEM QUE SÓ INCENTIVA A PANCADARIA, – LESIONA OS NOSSOS BONS JOGADORES, – VALORIZA OS VIOLENTOS, – NIVELA O FUTEBOL POR BAIXO, – DIMINUE O SURGIMENTO DE CRAQUES QUE OUSAM DRIBLAR E CRIAR JOGADAS – E FAZ COM QUE OS NOSSOS TREINADORES VIREM MEROS RETRANQUEIROS PARA GARANTIR OS EMPREGOS ENCHENDO O MEIO DE CAMPO DE VOLANTES MARCADORES – E O MAIS GRAVE QUE É: “PERMITIR QUE O ÁRBITRO MAL INTENCIONADO FABRIQUE UM RESULTADO, INTERPRETANDO UM LANCE COM O SEU PODER DE LIVRE ARBÍTRIO!!!!!!!

Depois de ver tanta arbitragem ruim, despreparada, mal orientada e, ou parcial, eu escrevi essa coluna como um desabafo a este estado de coisas que só vem a prejudicar e diminuir a importância e a qualidade técnica do futebol brasileiro, tão decantada e respeitada pelo mundo inteiro!!!!!!!

P. S.: – Colocaram o PAULO CESAR DE OLIVEIRA/SP, um paulista de caráter duvidoso como árbitro, pra apitar ATLÉTICO/GO X FLAMENGO, ele terá recebido “instruções para ferrar o FLAMENGO nesse jogo? – Não duvido. – Mais uma derrota anunciada e a nossa diretoria aceitando essas “indicações” calada!

Advertisements

Deixe o seu comentário! Obrigado, BLOG FLAETERNO!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s