O FUTEBOL ESTÁ PERDENDO O ENCANTO AO PRIVILEGIAR A VIOLENCIA


O FLAMENGO e o futebol praticado atualmente
Meus Amigos Rubronegros, estaria o nosso time com um elenco adequado para jogar esse futebol de “deixar o jogo correr”, de velocidade, de disputas violentas pela bola, de simulação, jogadas ensaiadas de bola parada que hoje em dia está decidindo os jogos? – Como não sei responder, vou fazendo uma análise de como eu vejo o nosso plantel atualmente:
Na posição de goleiro nós estamos bem servidos com FELIPE sendo titular, segundo a minha opinião.

Nossos zagueiros são lentos, não chegam na bola com vontade de ganhar o lance, marcam de longe, “pedem licença aos atacantes adversários antes de lhes tomar a bola”, portanto, não intimidam ninguem. Nessa posição o único que eu considero titular é o GONZALEZ.
Nossos laterais, com exceção do novato WELLINGTON SILVA(que o FLU quer nos tomar), são fisicamente e tecnicamente fracos, baixos e vão a frente, em alguns lances, sem proteção, nem cobertura. No futebol atual, os laterais tem que ser altos, são defensores e raramente vão a frente e, quando vão, só vão quando fica um volante de marcação na cobertura.
Todos os defensores, zagueiros, laterais e volantes de marcação, tem que ter um bom porte físico e altura suficiente para ganhar tambem as bolas pelo alto, alem de possuir bons fundamentos técnicos, pois, eles muitas vezes tem que se posicionar na área e cobrir um zagueiro ou mesmo em cobranças de escanteio e faltas.
No FLAMENGO, como volantes, nós temos o MURALHA, o AMARAL e o CÁCERES que na posição de 1º ou 2º volante é o único que atende as exigências para a posição, porque ele não é titular? – Não entendo, não sei lhes responder.

Meias de ligação: no nosso time tá faltando o meia esquerda, o camisa 10(ADRYAN poderá vir a ser titular mas, fisicamente ele ainda não está preparado), que tem que ter como características principais: o domínio, a condução da bola, a velocidade, o passe de qualidade, a tabela além de saber bater faltas bem. Na meia direita, pra mim, a melhor opção no nosso plantel é o LUIZ ANTONIO. Nesses meias e no 2º atacante, são posições que interessa mais é a qualidade técnica, a altura pode ser um fator até dispensável.
Como 2º atacante nós temos o LOVE que preenche bem as especificações para a posição, temos que trabalhar um da base pra ser o seu reserva imediato(talvez o RAFINHA preencha essa lacuna) ou contratar um jogador rápido e técnico que possa até jogar quando optarmos por um esquema 4-3-3.
O centroavante técnico, alto, forte, com bom domínio de bola, bom cabeceador, com chutes fortes e certeiros – Esse nós não temos há muitos anos(um tipo BARCOS poderia resolver esse problema crônico nosso)!
Resumindo, precisamos de 1 zagueiro “xerifão”, 1 lateral esquerdo, 1 meia esquerda e 1 centroavante. Essas devem ser as 4 posições(no mínimo) em que precisamos contratar jogadores pra serem titulares, com urgência!


A VITÓRIA DO ANTIFUTEBOL
A conquista do Corinthians hoje, colocou em evidência o futebol de força física, marcação dura, velocidade, e simulação, aliado a compactação do time  com todos se posicionando atrás da linha da bola. Futebol de retranca, muita marcação sem deixar espaços para a criatividade, jogadas de efeito. Futebol esse em que uma bola parada, uma falta próxima da área, uma sobra de bola num bate e rebate, pode originar um gol que muitas vezes vem a ser o da vitória em uma ou mais partidas e consequentemente o gol da conquista de uma competição.
Tudo isso com a “conivência dos árbitros” que estão “orientados” pela FIFA pra “deixar o jogo correr”. Muitos árbitros interpretam essa orientação exageradamente, “deixando o pau cantar” impunemente o que em muitos jogos chegam a haver agressões e brigas generalizadas. Como exemplo recente dessa arbitrariedade podemos citar o jogo decisivo pela Copa Sulamericana, SÃO PAULO X TIGRE, muito mal apitado pelo árbitro chileno ENRIQUE OSSES, responsável maior por toda a confusão.
Outros árbitros aproveitam essa orientação para justificar erros e, ou favorecer um dos times.

Combatemos o estilo de arbitragem tipo: “deixar o jogo correr”, muito praticado o seu uso pelos árbitros atualmente recomendado que foi pela FIFA. Esse modo de agir dos árbitros só traz consequências danosas para a prática e desenvolvimento do esporte, tais como incentivo a pancadaria e aos times passarem a dar mais valor aos jogadores violentos, que “impõem respeito” e “intimidam” o adversário mais técnico e habilidoso. É um retrocesso para o futebol privilegiar o jogo violento em detrimento da arte e da criatividade dos grandes “craques”. Está cada vez mais raro o surgimento de novos craques no futebol atualmente no mundo – Seria MESSI e NEYMAR os últimos “fora de série”? – Jogadores como HULK, é o novo modelo de “craque” de futebol? – O que nos reserva o futebol para o futuro com essa arbitragem “deixando o jogo correr”? – A meu ver, uma involução no esporte bretão, levando-o aos primórdios, quando ele surgiu, dizem, na Inglaterra!!!!!!!
Finalizando, quero desejar a nova diretoria, muito êxito em tudo que fizerem, principalmente pelo futebol do FLAMENGO, vocês ganharam a nossa confiança quando conseguiram o apoio do ZICO, portanto, estamos com vocês!
Aquele Abraço a Todos



HOMENAGEM DO FLAETERNO AO ZAGUEIRO MANGUITO.




DESCANSE EM PAZ!!!

Anúncios

Deixe o seu comentário! Obrigado, BLOG FLAETERNO!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s