VAMOS TENTAR EVITAR QUE AS PARTIDAS SEJAM DECIDIDAS POR ERROS DOS ÁRBITROS!


Meus Amigos Rubronegros

Como nessa fase de pré-temporada e início de campeonatos estaduais, temos pouco a comentar a não ser novas contratações e como o time vai se formar, aproveito a oportunidade de falar um pouco mais sobre as regras de futebol e arbitragem.


Os árbitros de futebol tem uma responsabilidade muito grande nas suas decisões dentro de campo. Vários são os momentos de uma partida em que a má interpretação, um erro de angulo de visão(paralaxe) ou mesmo uma “orientação” equivocada, pode ser determinante para que um dos times seja beneficiado e saia vencedor de um jogo imerecidamente.
Eu me limitei a esses 3 aspectos mas, outros fatos irregulares podem ocorrer durante uma partida de futebol.

A má interpretação tem origem na má formação do árbitro na escola de arbitragem ou mesmo na falta de prática, pois, uma pessoa que escolhe essa profissão tem que se dedicar ao máximo a ela do mesmo modo que um médico e um engenheiro(por exemplo) se dedicam para se aperfeiçoar cada vez mais e, isso faz com que se erre o menos possível e permitido, para evitar verdadeiras catástrofes. Assim como nas outras profissões, o erro pode levar a mortes, na profissão de árbitro isso tambem pode acontecer. O torcedor quando vê que o time adversário é superior técnicamente e merecedor da vitória, se conforma com a derrota do seu time mas, quando o seu time é derrotado por erros cometidos pela arbitragem, se revolta e pode perder o controle causando estragos no estádio e nas ruas da cidade. Muitas dessas ocorrências violentas tem origem em erros de interpretação da arbitragem.
O que fazer para diminuir ao máximo esses erros:

– Boa formação nas escolas de arbitragem;

– Muita prática, pois, a prática leva a perfeição;

– A profissionalização dos árbitros, criação de sindicatos autônomos para prestar serviços as federações. Isso daria uma segurança financeira e pessoal para o profissional se dedicar mais ao trabalho e não precisar mais de uma outra profissão e ter a arbitragem como “bico”, como é hoje no Brasil. Essa providencia traria tambem a valorização do árbitro e uma procura maior pela profissão;

– E a simplificação das regras de futebol. Como é possível? – Algumas das regras do futebol leva o árbitro a ter muitas dificuldades para interpretar os lances, além dos jogadores que gostam de simular agressões para se beneficiar com marcações de árbitros que são enganados com esses gestos até teatrais de jogadores de caráter duvidoso.
A regra que pune a “mão na bola” e não pune a “bola na mão”. Se toda bola que tocasse o braço(antebraço e mão inclusive) de um jogador, fosse punida com um tiro livre direto, independentemente de o toque ser voluntário ou não, acabaria de vez com a interpretação do árbitro para esse lance que muitas vezes decide o resultado de um jogo, visto os placares atualmente sejam, na maioria, de poucos ou nenhum gol, dada a dificuldade hoje em dia cada vez maior de se fazer o gol.
Outra modificação importante seria a abolição do impedimento. Essa medida sendo tomada, evitaria de uma vez por todas os erros de marcação dos assistentes, muitas vezes traídos pelo fenômeno da “paralaxe” ou pela velocidade dos atacantes, daria uma nova visão de como posicionar o seu time em campo, mudaria o modo de se ver o futebol e, o que é melhor, teríamos mais possibilidades de haver mais gols numa partida de futebol.
Outras modificações poderiam ser feitas para melhorar a arbitragem diminuindo a interferência do árbitro nos lances que acontecem em campo, como: revogar a “orientação” de “deixar o jogo correr”, pois, como eu já falei inúmeras vezes e não vou deixar de repetir, isso só “incentiva a pancadaria” e inibe o jogador técnico e habilidoso de mostrar a sua arte, com receio de se machucar e enfeia o futebol além de evitar que aconteçam mais jogadas trabalhadas em função do gol, que é o objetivo do esporte e não “apenas um detalhe”, como mal o disse o Carlos Alberto Parreira!

Outra medida para que haja mais respeito entre o jogador e o árbitro, era determinar que os clubes promovessem palestras de árbitros e, ou, professores das escolas de arbitragem com o intuito de dar conhecimento aos jogadores sobre as regras do futebol, isso poderia ser feito várias vezes ao ano, principalmente antes da disputa de um torneio, copa ou campeonato.


Outras pequenas modificações poderiam ser feitas com o intuito de dar mais alegria ao torcedor

Como todos nós sabemos, as medidas internas das traves e do travessão são: 2,44m e 7,32m respectivamente.
A nossa sugestão seria uma pequena modificação no tamanho das metas, aumentando-as para:
Altura interna das traves  –  2,50m e o Comprimento interno do travessão  –  7,50m.
Essa modificação não alteraria a relação entre a medida interna das traves e o Comprimento interno do travessão que é de 1/3 = 2,44/7,32 = 2,50/7,50.
A justificativa maior para essa mudança é a de tornar o resultado de uma partida mais emocionante, com mais gols, como era anos atrás.
Com essas novas medidas propostas por nós, as bolas  que hoje em dia tocam as traves e travessão(em média de 2 a 3 por jogo), se transformariam em gols a ser festejados pelos torcedores.
 Teríamos placares mais elásticos que nos dias atuais são raros, devido principalmente a evolução constante do ser humano que a cada dia está mais forte, ágil e alto.
Os goleiros(e atletas em geral) que antes dificilmente atingiam 1,80m de altura, hoje muitos já se aproximam dos 2,00m(coisa rara décadas atrás, até nos esportes para atletas de maior estatura como o Basquete e o Voleibol).
Esse aumento de estatura dos atletas se deu mais rapidamente nas últimas décadas devido a melhor alimentação, balanceada e vitaminada, acompanhada de uma melhor preparação física e técnica com o apoio da tecnologia cada vez mais avançada. Isso tudo fez com que o Objetivo maior do Futebol, o Gol, ficasse cada vez mais difícil de ser alcançado. A alegria do festejo de um gol foi ficando mais raro a cada dia, o que nós vemos hoje é uma grande quantidade de jogos terminando em 0 x 0, que é um placar Triste e Melancólico e não combina com esse esporte tão apreciado no mundo todo.
Pra mim, num jogo que termina em 0 x 0, ambos os times deveriam ser considerados perdedores e não ganhar ponto algum.
FUTEBOL É GOL!!!!!! GOL É ALEGRIA!!!!!! 
FUTEBOL e ALEGRIA só são sinônimos quando existe o GOL, e quanto mais GOLS, mais ALEGRE fica o Torcedor!


Corrupção nos pontos corridos


Há muitos anos que a “corrupção” no futebol vem se repetindo no mundo todo e principalmente nos campeonatos europeus, devido a campeonatos regidos sobre as facilidades que existem nos famigerados “PONTOS CORRIDOS” que dá margem a todo o tipo de “armações”.
Desde a simples recompensas(as famosas MALAS de toda cor) oferecidas por dirigentes inescrupulosos à jogadores e diretores de outros clubes para “facilitar”  ou “endurecer” uma partida;
a “compra” dos serviços de arbitragem para “fabricar resultados” a fim de se auferir “lucros” em casas de apostas ou loterias.
Há suspeitas que os times mais ricos usam um “expediente” parecido para que erros de interpretação da arbitragem sempre os favoreçam em partidas que não chamem muito a atenção e se necessário for, tambem nessas!
 
Não podemos afirmar que um campeonato com disputas finais em playoffs(como no basquete americano – NBA), ou mesmo os com octogonais em mata-mata estão isentos de “fabricação de resultados” mas, vai diminuir essa prática a quase zero.
Acredito que nenhum time disputando finais para ser campeão, vai se vender ou entregar uma decisão por dinheiro.
Os pontos corridos só devem ser usados para se classificar os finalistas. Daí por diante, ganha quem for melhor que o outro.
E o CAMPEÃO será o melhor de todos nos jogos finais. É o jeito brasileiro de fazer futebol e que deu muito certo! Porque continuar a imitar os europeus?

O CAMPEÃO SERÁ SEMPRE O MELHOR ENTRE OS MELHORES – É MUITO MAIS EMOCIONANTE !!!!!!


Arbitragem para o jogo de amanhã:  Flamengo  x  Volta Redonda

27/01/2013  ás 17:00h 

Árbitro: RODRIGO NUNES DE SÁ
Árbitro Assistente N°1: RODRIGO FIGUEIREDO HENRIQUE CORRÊA
Árbitro Assistente N°2: DANIEL DE OLIVEIRA ALVES PEREIRA

Escalação: – FELIPE – LEO MOURA – RENATO SANTOS – GONZALEZ – JOÃO PAULO – CÁCERES – IBSON – ELIAS – RAFINHA – NIXON – HERNANE.


Vamos assistir o jogo e torcer por mais uma vitória do FLAMENGO! 




Advertisements

Deixe o seu comentário! Obrigado, BLOG FLAETERNO!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s