SOU FLAMENGO ATÉ DEPOIS DA MORTE!!!


n_flamengo_a_torcida-5392707

Fico muito feliz por fazer parte dessa Flamília! Ser Flamengo é algo acima do imaginável, é ser otimista e acreditar sempre! Sou daqueles que, pode o time estar mal em campo, continuo acreditando, porque a mística Rubro-Negra é maior que tudo!

Vi várias vezes o time perdendo uma partida, mas a garra que é marca registrada, reverteu o placar! Dizem que a Camisa por vezes joga sozinha e eu acredito! Todos lembram o jogo contra o vasquim. Finzinho de jogo, vasquim campeão e eia que surge a falta! Pet ajeita, olha para o gol, Maracanã tenso… Pet corre para a bola, que empurrada por dedos mágicos, foge do goleiro e busca o ângulo, golaço e tri-campeonato!!! Mais um!!!

Esta é a sina Rubro-Negra, ganhar quando todas as condições são adversas! Como em todo o sempre! Por isso o Rubro-Negro é acima tudo um otimista!!!

A chegada do Mermão (by Roni) me enche de esperanças! Novas ideias, jogadores motivados, treinador de pulso, enfim, tudo para dar certo! E reforços logo virão! O que mais quero? Vou correr prá galera, Mengão nas paradas, até porque, com essa Diretoria, nada pode dar errado! Fico imaginando a angústia dos adversários, eles estão fortes outra vez, ai, meu Deus,o que será de nós, pobres coitados/

COMO É BOM SER FLAMENGO!!!

COLUNA DIGITADA com o maior amor no coração! Vamos buscar as vitórias! Não há outra solução, senão vencer! Porque isso é Flamengo! Saúdo o novo (e lindo!) espaço, para verdadeiros Rubro-Negros vitoriosos, daqueles que acreditam sempre! Seja bem-vindo, Mermão!!!

CRICIÚMA X FLAMENGO



LOCAL e HORÁRIO DO JOGO : Heriberto Hülse neste sábado, às 16h20m (de Brasília)

CRICIÚMA:  Bruno; Pacheco, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Marlon; Serginho, Elton e João Vitor; Lins, Giancarlo e Ivo.
Técnico: Vadão.
FLAMENGO:  Felipe, Léo Moura, Wallace, Renato Santos e João Paulo; Luiz Antonio, Val (Paulinho), Elias e Gabriel (Carlos Eduardo ou Adryan); Rafinha e Hernane. 
Técnco: Jaime de almeida
ARBITRAGEM: Jailson Macedo Freitas (BA) apita o jogo, auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)

Sorte. Mengão!

FLAMENGO X NÁUTICO


Local: 
Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O jogo começa às 22h.
Flamengo:
Felipe, Léo Moura, Renato Santos, Wallace e João Paulo; Luiz Antônio, Elias e Renato; Paulinho (Rafinha), Gabriel e Hernane.
Náutico:
Felipe; Maranhão, William Alves, João Filipe e Josa; Auremir, Martinez, Rodrigo Souto e Marcos Vinícius; Rogério e Jones Carioca (Caion).
Arbitragem: 
André Luiz de Freitas Castro (GO) será o árbitro do jogo. Os auxiliares serão João Patrício de Araújo (GO) e Marco Mello Moreira (GO). 
Sorte, Mengão!

ATLÉTICO PR X FLAMENGO


Campeonato Brasileiro/2013 – Série A – 3ª Rodada.
Atlético/PR – Weverton; Jonas, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Éverton; Ederson e Marcão. Técnico – Ricardo Drubscky.
FLAMENGO – Felipe, Leonardo Moura, Renato Santos, González e João Paulo; Amaral e Elias; Rafinha, Renato Abreu e Gabriel; Marcelo Moreno. Técnico: Jorginho.
Data, Local e Horário: Sábado, 1º de junho de 2013, as 16:20h (USA ET 15:20h), no Estádio Arena Joinville, em Joinville/SC.

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (FIFA/RS), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS).
O DIA COMEÇOU BEM COM O BASQUETE LEVANTANDO O CANECO. Sendo assim, é jogo para pôr fim de vez a  inhaca maldita!
Sorte, Mengão!

UMA NOITE RUIM PARA UM TIME INCONSTANTE


Amigos RN, 
mais uma vez caímos pela soberba e insconstância. Faltou respeito ao adversário. Cadê o futebol apresentado no jogo contra o Santos? A Ponte Preta é superior? 
No começo do primeiro tempo o time até deu a impressão de que ao menos faríamos uma boa partida. Ledo, engano! Após umas boas jogadas e até ótimas finalizações com Renato de cabeça e Marcelo Moreno em jogada individual, a Ponte Preta  se manteve firme na marcação e cozinhou o jogo. Fez um gol através de uma jogada de pura sorte. Bola disputada e sobra ficou para o Willian sozinho finalizar.
Tomamos o golpe e não reagimos. Começamos apresentar os erros de sempre: passes sem precisão, falta de uma ligação inteligente do meio com o ataque e um confuso posicionamento na defesa. Mesmo assim o time tentava criar jogadas ofensivas, mas a bola procurava  Renato Abreu, que também não estava em uma noite feliz. Desde Petkovic não temos um articulador e ontem este homem fez muita falta. Não podemos condenar os atacantes, pois a bola pouco chegou neles. Rafinha e Gabriel não conseguiam parar em pé, perdiam bolas de maneira infaltil, falta-lhes melhor condicionamento físico para aguentarem o tranco de partidas com mais pegada.
No segundo tempo pouco mudou e aquela penalidade máxima perdida por Renato foi  um balde de água fria nas pretensões de virarmos o jogo, o time se abateu e não encontrou mais eu rumo.
O segundo gol do Santos saiu de um erro grotesco do Gonzáles, muito bem aproveitado pelo bom lateral da Ponte.
O resultado foi justo, não merecíamos vencer.
Sei que a direção está tentando reforçar o time e espero que ela consiga, mesmo sabendo que atravessamos por uma fase de reestruturação financeira.   Nossa única fonte direta vem da arrecadação do sócio-torcedor, e através dela que melhoraremos o time. Me tornei sócio sabendo que seria assim e confiando na diretoria e principalmente no Zico
Acredito que pelo menos um grande nome apareça e outras peças surjam para setores mais carentes.
Estamos perto dos  25 mil inscritos e  isso já gera uma boa quantia.
Não tenho grandes pretensões para o brasileiro, mas vejo que com um bom trabalho poderemos ficar próximos do pelotão da frente.
Á PARTE:
Acho que o ciclo do Renato Abreu terminou no Flamengo. Jogador não pode dividir a paixão de uma torcida, faz mal.
Ele teve uma noite de futebol ruim, pênalti perdido, aplausos(?), vaias e muita soberba.  Devemos respirar novos ares.
” SÓ PERDI 1 PÊNALTI NO FLAMENGO” . Sim, o pênalti foi apenas um, mas a perda da  admiração da torcida  acho que passou bem  mais que  milhões. 

Abraços RN!

PRIMEIRAS IMPRESSÕES DO FLA – BRASILEIRÃO 2013


Amigos queridos Flaeternos.
Sei que uma partida apenas é um pouco prematuro para pensarmos em perspectivas em termos de campeonato. 
Mas acho que dá pra arriscar algumas observações, e seguem minhas primeiras impressões. 
Pensemos.  Jogo de estreia do Brasileirão.  Teoricamente, fora de casa (embora tenha sido em casa!! rs), contra um dos grandes do futebol Brasileiro, finalista do Campeonato Paulista, com um dos maiores treinadores do país, e tendo em campo, o grande jogador do Brasil na atualidade se despedindo, além de jogadores do quilate de Montillo, Arouca, Edu Dracena…
Pouca coisa?
Sem dúvida, até agora, na minha concepção, o jogo mais difícil do Flamengo e do Jorginho no ano!  Uma prova de fogo!
E pra mim, o time não decepcionou.  Ao contrário, vimos um Fla que anulou o time do Santos e sua estrela.  Além disso, mesmo sem ser muito envolvente, o rubro-negro conseguiu criar várias chances claras de gols, que lamentavelmente, perdemos (o que não invalida a boa partida).
Claro, há algumas coisas a corrigir.  Não sou um grande conhecedor tático, mas tenho algumas críticas.  Rafinha e Gabriel, por exemplo, não podem passar o jogo voltando até a grande área do Flamengo para cobrir as laterais – um por conta do Léo Moura, na direita, outro, por conta Renato, que não cobre as subidas do Ramon, no lado esquerdo do campo.  Além disso, Luis Antônio jogando na função do Amaral é, pra mim, um gigantesco desperdício.  Não possui o poder de marcação do Amaral (estar no banco pra mim, é uma tremenda injustiça), e como fica muito preso à frente da zaga, perde uma de suas melhores características, que é ofensividade.  Melhor estaria no lugar do Renato Abreu.
Outro erro é o Renato ser titular deste time.  Falando sério, sem qualquer radicalismo agora.  Corrijam-me se estiver errado, e aceitarei numa boa.  Renato fez umas três partidas em que se destacou, principalmente pelos gols que marcou. Depois, voltou a ser o velho Renato de sempre. Medíocre. Repetindo o ciclo dos últimos anos. Não marca, não cria.  Joga quase de centroavante, com toda a liberdade, embora nada produza. E agora, após um chilique absurdo (inexplicavelmente sem qualquer consequência na atual Gestão), em virtude de sua merecidíssima substituição na partida anterior (fato ainda mais grave uma vez por ter sido cometido por quem se auto intitula líder do time e é apontado com exemplo para os mais jovens), tornou-se novamente titular absoluto do time e insubstituível.  Fez uma partida horrenda no domingo, ficando até o fim em campo. 
Entretanto, há pontos positivos que merecem ser destacados.  Gostemos ou não do esquema (eu particularmente não gosto de time que joga com um atacante apenas), o time parece arrumadinho.  Nada de fantástico, mas bem diferente do bacanal que vinha caracterizando o Flamengo nos últimos anos.  Vimos um time, pra dizer o mínimo, consistente.
E essa consistência ajuda a dupla de zaga, que vem (ufa!) se portando bem. Gonzalez e Renato Santos formam um dupla bem razoável, que não vem nos dando sustos.  Acho que ainda precisamos de um baita xerifão ali, mas pelo menos essa defesa não vem cometendo as loucuras e falhas toscas de outrora…
Na lateral esquerda, Ramon tem sido menos Ramon… Mais sereno, mais calmo, embora sem muita qualidade.  Mas pelo menos não parece que vai ser expulso ou cometer uma maluquice jogo sim, jogo não… 
Outra coisa que tem chamado minha atenção de forma positiva é a postura do Gabriel.  Pra mim, vem crescendo a cada jogo.  E, ao contrário do Rafinha (concordo que não está pronto para ser titular, embora possua qualidade), não sente e se ressente de seus erros.  Não importa, por exemplo, quantos chutes errados o Gabriel dê, ele continua a tentar.  Não se omite, não desiste, não se esconde. Claro que tem fundamentos a aprimorar, como o próprio chute a gol, mas é uma joia que vem crescendo a cada jogo, e me enchendo os olhos!  Uma aposta que vem dando absolutamente certo.
Por fim, gostei muito do Marcelo Moreno.  Entrou com moral, buscou jogo, mostrou categoria, deu mostras de que nos será muito útil.  Acho que bem entrosado com o time, e com o meio encostando mais e deixando ele um pouco menos isolado, tem tudo para crescer e ajudar muito ao Flamengo.
Além disso, Elias, Léo Moura, Rafinha, que não vêm sendo brilhantes, pelo menos, a meu ver, não vêm comprometendo.
Sinto que com alguns ajustes e com duas ou três contratações bem pontuais, o time pode fazer um bom papel no Brasileirão – 2013.
Excetuando-se o Atlético Mineiro, por motivos óbvios, o CU rintia, por ter um time já formado, e Fluminense, Inter, Cruzeiro, Grêmio, e talvez o São Paulo, pela força de seus elencos, penso que os demais times estão no mesmo patamar que a gente.
Sinto que, salvo um desastre, podemos fazer um bom papel nesse Brasileirão.

Grande abraço a todos!

SANTOS X FLAMENGO


Vai começar a festa do  Brasileirão !!!  

Hoje tem  Mengão em Brasília, sua nova casa!

Estádio lotado, despedida de Neymar e estreia de Moreno!



Local e Horário: Domingo, às 16h, no novo Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

SANTOS:

Rafael; Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Junior, Arouca, Cícero e Montillo; Neymar e Henrique.

 FLAMENGO:
Felipe, Léo Moura, Renato Santos, González e Ramon; Luiz Antonio, Elias e Renato Abreu; Gabriel, Hernane e Rafinha.

ARBITRAGEM:

Wilton Pereira Sampaio (GO) apita a partida, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marrubson Melo Freitas (DF).

COMENTEM !

 Sorte, Mengão!